quinta-feira, 13 de junho de 2013

O segredo para montar um armário inteligente!!

Olá queridas!!!

Olha que dica bacana!!!
Fonte: financasfemininas.com.br

Cris Zanetti: O segredo para montar um armário inteligente

Quem não ama fazer umas comprinhas? Sair para gastar um pouco e chegar em casa louca para ir jantar fora só para estrear aquela saia nova? A gente também ama. Mas quem nunca esqueceu aquela calça nova no meio da bagunça do armário e nunca mais usou? Comprou uma blusa linda de paetê e simplesmente não achou ocasião para vestir? O Finanças Femininas conversou com a Cristina Zanetti, sócia da consultoria de estilo pessoal Oficina de Estilo, para saber como podemos montar um armário inteligente e fazer compras certeiras. Confira as dicas dela!
Não adianta ter um guarda-roupa gigante”, ensina Cris (contrariando o sonho de tantas de ter um closet à la Carrie Bradshaw, de Sex and the City). “Com um armário enorme, você não enxerga o que você tem, nem tem criatividade na hora de se vestir”, explica. Segundo ela, o segredo é ter um armário conciso, com peças coordenáveis entre si. Então se você é daquelas que ama uma calça e resolve comprar 4 iguais, de cores diferentes, é hora de repensar: “assim você só vai usar aquela calça”, alerta Cris.
Cris e Fernanda Resende, sua sócia na Oficina de Estilo, não acreditam em peças ícones, nem acompanham todos os desfiles de moda. “Não existe isso de que todo mundo tem que ter uma camisa branca no armário”, afirma Cris. “As roupas têm que ser condizentes com o estilo da pessoa. Se a calça curta não cai bem para uma cliente, não vamos dizer a ela o que ela tem que comprar”. O segredo é olhar além do que está na moda e ver questões como o estilo da pessoa e o caimento das peças.
Oficina de Estilo
Cris Zanetti e Fernanda Resende
A Cris ensina um truque que ela aplica com suas clientes: fazer uma avaliação de onde você costuma passar o seu tempo. Se você passa mais tempo no trabalho, por exemplo, você precisa ter mais peças de trabalho. Se o seu lazer é curtir os fins de semana no parque com os seus filhotes, não adianta ter tantas peças com brilho e salto alto.
A gente tem que comprar roupa para a vida, e não só por fascinação”, defende Cris. Segundo ela, o jeito certo de fazer compras é ter sempre com você uma lista do que você precisa, para evitar cair nas armadilhas da impulsividade. Um exemplo: se você está amando usar saia neste verão, pode deixar anotado que queria ter uma saia de um comprimento tal. Então na hora que você entrar em uma loja, ao invés de provar milhares de saias diferentes (e ainda comprar algumas), você vai direto naquilo que você precisa. “Assim você minimiza o erro”, afirma.
Ficou na dúvida ainda assim? Para decidir se você leva ou não uma peça, a regra de ouro é ver se aquela blusa combina com pelo menos três outras peças do seu guarda-roupa. “E não vale ela combinar com uma calça jeans, saia jeans e shorts jeans. Ela tem que ser versátil!”, explica Cris, assim você consegue usar a peça em várias ocasiões diferentes.
Desta forma, você faz compras mais inteligentes. Você usa de verdade as roupas que você compra, até elas ficarem velhinhas e você poder então substituir, sem dó, pois sabe que realmente usou. Cris recomenda fazer limpezas periódicas no armário, para ver o que você não usa mais. Dessas limpezas, você pode tirar sacolas de roupas e aproveitar para vender em brechós ou até em sites de roupas usadas, ou então aproveitar para fazer o bem e doar para uma instituição de caridade.
Vocês gostaram das dicas? No site da Oficina de Estilo, você sempre encontra dicas bacanas de como usar bem as peças que você já tem!